• COVER ME SQUASH 2017
  • Francisco Spinola em estagio com selecção nacional

Decorrem as inscrições para o primeiro torneio da época Squashística, desta feita com o importante apoio da marca "COVER ME®”, cujos vários espaços na região são conhecidos pela qualidade dos produtos que comercializa, os quais conferem maior proteção e grande "estilo" a todos os telemóveis e tablets.

As inscrições (sign-up) para o "COVER ME® SQUASH 2017" decorrem até às 23h59 do próximo dia 31 de Janeiro de 2017 através do link https://fns.sportyhq.com/xy9kp , podendo para o efeito participar qualquer atleta filiado na FNS.

A prova decorrerá no court do Hotel Madeira Regency Club entre o final da tarde do dia 2 (quinta-feira) a dia 4 (Sábado todo o dia) de Fevereiro.

Salientamos que o pagamento das inscrições será feito no local da prova e é condição obrigatória para a participação do atleta no torneio, pelo que recomendamos que sejam portadores do valor certo, necessário ao respetivo pagamento.

Endereçamos o convite a todos os simpatizantes da modalidade para que compareçam no Hotel Madeira Regency Club, abrilhantando assim com a V/ presença o arranque da época neste "COVER ME® SQUASH 2017"!

A todos os atletas desejamos um Excelente torneio com muito fair-play!

Read More

Decorre este fim de semana (17 e 18 de Outubro/2015), o Estágio de Observação Sub-17, em Abrantes/Tomar. Orientados pelos nosso Treinadores do Gabinete Técnico Junior Nacional (Paulo Mamede e Susana do Valle), participam neste estágio:

Bruno Gomes (Lisboa Racket Centre)

Francisco Spínola (Madeira Squash Clube)

Guilherme Prata (Squash Colégio de Lamas)

Iara Gonçalves (Anadia Squash Clube)

João Romano ( Escola de Squash do Porto)

Leonardo Durães(SquashRoom)

Mariana Martins (Areias de São João)

Simão Neves (Anadia Squash Clube)

Tiago Leite (Proracket)

Num primeiro dia bastante exigente e trabalhoso, os nossos jovens jogadores corresponderam na integra ao plano de treinos proposto.

Um especial agradecimento ao Barbus - Clube de Squash do Vale do Tejo, pelo empenho na organização deste Estágio.

Esta concentração conta com o apoio da Câmara Municipal de Tomar e do Hotel Segredos de Vale Manso.

Read More

Ricardo Santos vence Taça da Madeira

Os apartamentos turísticos Paraíso Dourado acolheram este fim de semana a primeira edição da Taça da Madeira em Squash em ambiente de intensa animação desportiva e de grande convívio familiar. Vinte e um atletas à partida esta nova competição com interesse redobrado para todos os participantes considerando que a mesma pontuaria simultaneamente para o ranking regional da modalidade – “Circuito Regional Petit-Fours”. Com partidas muito disputadas e de resultado incerto, os principais candidatos à vitória final desde cedo perceberam que teriam muito trabalho pela frente. Entre os principais candidatos, destacamos Bruno Silva, sétimo do ranking que bateu Milton Teixeira nos quartos de final da prova e assim atingiu as meias finais. Com ele Carlos Delgado (5 do rk regional) e os inevitáveis “Ricardos” – Santos e Sardinha. Uma nota de realce também para Rui Catanho que, em claro ascendente de forma fez suar as “estopinhas” ao atual líder do ranking regional – Ricardo Sardinha, que viria a alcançar o triunfo numa verdadeira “batalha” com o campeão regional absoluto em título. No confronto dos quartos de final Ricardo Sardinha muito sofreu para levar a melhor ante um “renovado” Rui Catanho, vencendo a partida por 2-0 em sets (parciais de 16-14 e 11-9), sendo o equilíbrio a nota dominante.

 

As meias finais ditariam confrontos entre Ricardo Santos/Carlos Delgado, que o primeiro venceria por 2-0 com parciais 11-4/11-9, onde a maior concentração e consistência no jogo de Santos foi determinante. Na segunda meia final, Ricardo Sardinha viria a defrontar e bater Bruno Silva numa partida também muito disputada, como demonstra o resultado final de 2-1 com parciais 12-10; 9-11 e 11-8. Na final de domingo Ricardo Santos apresentava-se mais forte, sem ceder qualquer set ao longo de todo o torneio, contrariamente a Ricardo Sardinha que ao invés apresentara grandes dificuldades para alcançar um merecido mas desgastante lugar na derradeira partida. Mais concentrado e com opções mais acertadas, Ricardo Santos viria a sagrar-se vencedor da primeira edição da Taça da Madeira, marcada pela deslocação de toda a família “squashística” à fantástica ilha dourada.

Nos restantes quadros competitivos o experiente Jorge Gonçalves bateu-se brilhantemente pela vitória na Placa B ante Marco Sardinha, contudo no final Marco viria a conquistar este troféu batendo Jorge por 2-1 (11-6; 7-11 e 11-8). Já a Placa A viria a ser conquistada por Pedro Miranda que na final venceria João Gonçalvestambém por 2-1 (11-8; 10-12 e 11-6).

Refira-se que a “Taça da Madeira Paraíso Dourado Squash 2015” foi o mote para a organização conjunta de um verdadeiro fim de semana desportivo em parceria com o ginásio Onda Revital Club. Aproximadamente 180 pessoas marcaram presença no evento, “abençoado” com dois dias de verão autêntico que permitiram desenvolver atividades várias que decorreram paralelamente à competição oficial levada a efeito. No final do evento, Ricardo Sardinha – Diretor do ginásio Onda Revital Club destacaria que ao longo do fim de semana “além do squash, todos os participantes tiveram oportunidade de experimentar várias atividades, desde aulas de fitness a paintball; stand up paddle; vólei de praia; trail etc” considerando ser este “um evento que tudo faremos por repetir em 2016, considerando o positivo “feedback” que fomos recebendo ao longo destes dois dias”. Nos discursos de agradecimento Ricardo Sardinha dirigiu “uma palavra de apreço a todos os monitores presentes para as diversas atividades, em especial para os convidados pela organização exclusivamente para o evento mas também a todos os familiares e amigos que se juntaram ao evento e que o tornaram um verdadeiro sucesso, superando todas as expetativas”.

Por seu lado, o diretor do torneio reiterou no final o “agradecimento ao jovem empresário Bruno Pereira pelo contributo dado ao squash regional, dotando o seu empreendimento no Porto Santo não só de um fantástico court para a prática da modalidade mas também outras facilidades que fazem do mesmo um local ideal para futuros eventos da modalidade mas também para eventuais estágios e formação de atletas” que terão ali “condições de trabalho fantásticas para desenvolver o seu squash”. Este responsável não deixou de considerar um ato de “coragem” mas também de “visão e reconhecimento pela importância que uma pequena modalidade como o squash poderá e irá certamente beneficiar mas, também contribuir para a economia local, contrariando a dita “sazonalidade” do destino”.