• COVER ME SQUASH 2017
  • Francisco Spinola em estagio com selecção nacional

Decorrem as inscrições para o primeiro torneio da época Squashística, desta feita com o importante apoio da marca "COVER ME®”, cujos vários espaços na região são conhecidos pela qualidade dos produtos que comercializa, os quais conferem maior proteção e grande "estilo" a todos os telemóveis e tablets.

As inscrições (sign-up) para o "COVER ME® SQUASH 2017" decorrem até às 23h59 do próximo dia 31 de Janeiro de 2017 através do link https://fns.sportyhq.com/xy9kp , podendo para o efeito participar qualquer atleta filiado na FNS.

A prova decorrerá no court do Hotel Madeira Regency Club entre o final da tarde do dia 2 (quinta-feira) a dia 4 (Sábado todo o dia) de Fevereiro.

Salientamos que o pagamento das inscrições será feito no local da prova e é condição obrigatória para a participação do atleta no torneio, pelo que recomendamos que sejam portadores do valor certo, necessário ao respetivo pagamento.

Endereçamos o convite a todos os simpatizantes da modalidade para que compareçam no Hotel Madeira Regency Club, abrilhantando assim com a V/ presença o arranque da época neste "COVER ME® SQUASH 2017"!

A todos os atletas desejamos um Excelente torneio com muito fair-play!

Read More

Decorre este fim de semana (17 e 18 de Outubro/2015), o Estágio de Observação Sub-17, em Abrantes/Tomar. Orientados pelos nosso Treinadores do Gabinete Técnico Junior Nacional (Paulo Mamede e Susana do Valle), participam neste estágio:

Bruno Gomes (Lisboa Racket Centre)

Francisco Spínola (Madeira Squash Clube)

Guilherme Prata (Squash Colégio de Lamas)

Iara Gonçalves (Anadia Squash Clube)

João Romano ( Escola de Squash do Porto)

Leonardo Durães(SquashRoom)

Mariana Martins (Areias de São João)

Simão Neves (Anadia Squash Clube)

Tiago Leite (Proracket)

Num primeiro dia bastante exigente e trabalhoso, os nossos jovens jogadores corresponderam na integra ao plano de treinos proposto.

Um especial agradecimento ao Barbus - Clube de Squash do Vale do Tejo, pelo empenho na organização deste Estágio.

Esta concentração conta com o apoio da Câmara Municipal de Tomar e do Hotel Segredos de Vale Manso.

Read More

Alimentação para maximizar a performance

Artigo publicado num site brasileiro onde poemos obter informações sobre dietas energéticas, Carboidratos, Proteínas, etc.

Nutrição desempenha um papel crítico na performance atlética, porém muitas pessoas fisicamente ativas não têm uma dieta que as ajuda a desempenhar o seu máximo. Sem uma compreensão básica da nutrição, engolir um comprimido parece mais fácil do que planejar um menu. Na realidade, não há comprimido ou porção que possa melhorar sua performance como a ingestão apropriada de alimentos e fluídos.

A Dieta Energética

Para ter energia suficiente, você precisa consumir energia suficiente. Ingerir a quantidade adequada de calorias é um dos pontos chave para uma dieta ergogênica, ou que melhora a performance. Com poucas calorias você se sentirá fraco e cansado, e estará mais susceptível a lesões. 

A dieta ergogênica está baseada na amplamente divulgada Guia da Pirâmide Alimentar publicada pelo Departamento da Agricultura dos Estados Unidos, a qual inclui cinco grupos básicos: frutas, vegetais, lacticínios, e alimentos ricos em proteínas. Açúcares e gorduras provêem calorias extra depois que as necessidades de alimentação dos outros grupos já tiverem sido atendidas.

Ao ingerir as quantidade adequadas de calorias de uma variedade de alimentos, você irá satisfazer suas necessidades de macro-nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras) e micro-nutrientes (vitaminas, minerais).

Carboidratos. Uma dieta rica em carboidratos eleva as reservas de glicogênio, a energia para os músculos, e melhora a performance atlética em geral. Do volume de calorias diárias, de 60% a 70% devem vir de carboidratos como pães, cereais, massas, grãos, vegetais e frutas.

Diferentes alimentos ricos em carboidratos podem afetar o seu nível de energia de forma variada. A taxa de digestão é expressa como "índice glicêmico ". Alimentos com alto índice glicêmico liberam energia rapidamente na corrente sangüínea, enquanto os com moderado ou baixo índice glicêmico liberam sua energia mais lentamente. (Entretanto, tenha cuidado com a velha idéia que açúcares simples sempre são digeridos rapidamente e causam largas flutuações no açúcar no sangue, e que todos os carboidratos complexos, como pão, são digeridos mais lentamente e não causam flutuações no nível de açúcar no sangue. Isso parece estar errado.)

Se você se exercita por um período maior do que uma hora, começará a esvaziar seus músculos de glicogênio. Ao consumir de 30 a 75 gramas por hora de carboidratos com alto índice glicêmico em forma líquida ou sólida enquanto se exercita, você pode minimizar esse efeito.

Depois de uma competição ou treino longo, suas reservas esvaziadas de glicogênio nos músculos deve ser reabastecidas, especialmente se você irá se exercitar novamente dentro das próximas 8 horas. Coma pelo menos 50 gramas de carboidratos com alto índice glicêmico logo após a atividade física, e consuma o total de pelo menos 100 gramas de carboidratos com alto índice glicêmico nas primeiras 4 horas. Alimentos com moderado índice glicêmico podem ser adicionados nas próximas 18 a 20 horas com o objetivo de consumir pelo menos 600 gramas de carboidratos durantes as 24 horas seguintes ao treino intenso ou competição.

Gordura. Definitivamente gordura é uma importante fonte de energia, particularmente para atletas envolvidos em atividades longas e de baixa intensidade. (para atividades curtas de alta intensidade, carboidrato é a fonte primária de energia.) Em torno de 20% das calorias em dietas para elevar a performance devem vir de gordura (1), a maior parte sendo gordura insaturadacomo óleos vegetais e de peixes.

Proteína. As proteínas desempenham um papel pequeno na produção de energia, contribuindo somente de 5% a 10% da energia usada durante os exercícios prolongados. Embora a recomendação atual seja de 0,4 gramas diárias de proteína para cada 1/2 kg de peso corporal, a maioria das pessoas fisicamente ativas precisa de um pouco mais. Atletas envolvidos em exercícios pesados de resistência, ou em eventos de duração prolongada, podem requerer de 0,7 a 0,9 gramas diárias por cada 1/2 kg de peso corporal. Mesmo essa quantidade é relativamente fácil de ingerir, já que 85 gramas de peixe ou frango contém de 20 a 24 gramas de proteína.

Vitaminas e minerais. Eles não contribuem com energia por si mesmos, mas vitaminas e minerais são essenciais para o metabolismo dos alimentos e produção de energia. Ferro e cálcio são os minerais cuja deficiência é mais comum entre atletas, e vegetarianos rigorosos podem ter deficiência de vitamina B12. Ao consumir as quantidades adequadas de calorias e seguir o planejamento do Guia da Pirâmide Alimentar, suas necessidades de todos os micro-nutrientes importantes pode ser suprida.

O Poder da Água

Água é a ajuda ergogênica final, porém como o organismo tem um mecanismo de sede ruim, você deve beber antes de sentir sede. Quando você sentir sede, já estará levemente desidratado e a sua performance será prejudicada.

Para ficar bem hidratado, você precisa beber em torno de 1/4 de litro de fluidos não-alcoólicos e sem cafeína para cada 1.000 calorias que consome, assumindo que você mantém o seu peso. Para assegurar-se que você está bem hidratado antes de exercitar-se, beba 3 copos de água ou de bebida isotônica (gatorade, marathon, etc) duas horas antes. Para evitar a desidratação durante a atividade física, comece a beber logo no começo e em intervalos regulares. Para exercícios que durem uma hora ou menos, de 100 a 170 ml de água gelada a cada 15-20 minutos lhe proverá a reposição de fluidos ideal.

Durante atividades físicas que duram mais de 60 minutos, deve-se ingerir bebidas isotônicas com carboidratos, como Gatorade e Marathon, na mesma taxa para repor os fluidos e poupar o glicogênio nos músculos. Consumir bebidas isotônicas com carboidratos durante atividades físicas de alta intensidade, como futebol ou basquete, também pode elevar a performance. Depois do exercício, reponha cada 1/2 kg perdido durante a atividade física com pelo menos 2 copos de líquidos.

O Futuro dos Ergogênicos

A pesquisa de substâncias alimentares que fornecem energia está aumentando. Lado a lado com os velhos padrões como cafeína e estimulantes ervais, novas substâncias estão sendo estudadas como a capsaicina, o ingrediente ativo na pimenta vermelha. Um estudo demonstrou que corredores que ingeriram um café da manhã com 10 gramas de pimenta vermelha seca em pó queimaram calorias mais rápido, tanto em repouso como em atividade física (2). Estes resultados são preliminares e experimentais, mas eles levantam a questão de como alimentos ergogênicos projetados podem ser em nosso futuro. Até lá, você encontrará os artigos de sua dieta ergogênica na seção de alimentos do seu supermercado local.